Tudo o que o coração me disser!

segunda-feira, 30 de janeiro de 2012

Pessoas que nos desencorajam…

Em algumas ocasiões, apenas a nossa força não chega para conseguirmos cumprir determinado objectivo… e recorremos a alguém que sabemos que nos pode dar força para seguir em frente com determinado objectivo.
No entanto, às vezes essa vontade sai furada! Ou não acreditam que somos capazes, ou não dão importância ao sonho que queremos realizar, ou até preferem viver na sua zona de conforto e acham que a outra pessoa deveria fazer o mesmo.
Depois existem dois tipos de formas de reagir a isto… ou ficamos com as expectativas tão em baixo que acabamos por desistir dos objectivos que pretendíamos cumprir, ou vamos buscar todas as forças possíveis e lutamos sozinhos, sem dar importância a opiniões exteriores.
Os que escolhem a primeira opção, vivem muitas vezes frustrados a pensar naquilo que poderiam ter feito e não fizeram, e a pensar se seriam ou não capazes de conseguir lutar e vencer sozinhos. Os que optarão por lutar, se venceram passam a ser os heróis que conseguiram algo sem o apoio de ninguém, ou pelo menos lutaram pelo que sonharam.
Sempre preferi a segunda opção, mesmo que no fim diga que afinal não era um projecto tão viável. Pelo menos vivi, lutei, tentei sobreviver… se perdi ou ganhei, é pormenor!

Imagem retirada da Internet

8 comentários:

Paper disse...

"Quem arrisca não petisca".
Quem não arrisca, é como tu disseste, vivem muitas vezes frustrados a pensar no que não foi feito.
Sou da tua opinião acho que se deve lutar, mesmo que não haja grande apoio, alias se não fosse necessário essa tal luta, acabava se por não dar o devido valor a esse objetivo. =)

Amélie disse...

Sou pela segunda opção, embora a par dos ganhos existam muitas perdas. Mas é mesmo assim, temos que fazer cedências, desde que corramos atrás do que acreditamos, acho que os prós serão sempre mais que os contras.

;)

Gasper disse...

A frustração que vem de não ter vivido, ou não ter tentado para mim é insuportável. Temos que dar o melhor de nós, temos que viver uma vida cheia, cheia de vitórias, derrotas, lágrimas e gargalhadas.. mas cheia!

eu-sou-eu disse...

Me gusta!
Eu sou como tu, prefiro ir à luta, por muitas marcas que isso me deixe. Se chegámos onde chegámos, foi graças a nós, não aos outros. Vai à luta, sempre!

*Nightwish* disse...

Muitas vezes é pela pessoa que nos diz que não que as nossas forças vão de tal modo abaixo que já não nos conseguimos levantar. Eu tenho sempre ir pela segunda opção, mas felizmente tenho agora alguém que sempre me dá forças, nem que seja pela coisa mais absurda do mundo ^^ É graças a essas pessoas que lutamos: ou porque nos ajudam ou porque a negam, e queremos mostrar-lhe que, mesmo que não queiram saber de nós, nós vamos conseguir, de uma maneira ou de outra.
Bjs*

Poison disse...

#Paper
tens razão, as coisas têm sabor especial quando lutamos por elas.

#Amélie
Claro que muitas vezes perdemos outras coisas em detrimento de um sonho, mas acredito que na maioria das vezes vale a pena!

#Gasper
sim, uma vida cheia tem outro sabor... mesmo que nem sempre seja cheia só de vitórias.

#eu-sou-eu
se não formos à luta as coisas não caiem do céu, nem ninguém irá lá por nós...

#NightWish
Ainda bem que quem está ao teu lado te dá toda a força que precisas. Há casos em é desse lado que vem o desencorajamento, a passividade e o receio de abandonar a zona de conforto!

Raven disse...

Nem mais! Sempre ouvi dizer que o fim não é importante mas sim a jornada.

BlackRaven disse...

Viver para satisfazer o "Querer" dos outros não é viver... Temos de lutar pelo que queremos, pelos nossos ideais e pelos nossos sonhos. Um incentivo é como uma bebida energética quando ja nos faltam forças para continuar. A questao é, de onde é que vem esse incentivo?! Temos de aprender e saber com quem devemos partilhar os nossos sucessos, saber a quem devemos pedir um conselho. Uma palavra de conforto e ânimo por vezes nao tem tanto impacto como a descrença que notamos nos olhos de quem te diz que vais ser capaz, mas na realidade sao o tipo de pessoa em que colocar um pé para la do risco seria a maior aventura da vida deles, mas optam por nao arriscar.
Não vivas com as expectativas dos outros, muito menos com opinioes primárias. Luta, vive... podes cair, mas levantas-te, voltas a lutar e saboreias o sucesso com mais prazer.