Tudo o que o coração me disser!

domingo, 11 de dezembro de 2011

Era meia dúzia de calmantes aqui para mesa...

Nestas alturas em que nada corre bem, dá vontade de ficar isolada do mundo sem ter contacto com ninguém... Tirar férias da sociedade, tirar férias das confusões, tirar férias das situações chatas que nos acontecem... 
Sabia bem deixar de dar noticias durante uns bons dias, fazer uma desintoxicação dos problemas dos outros que me vêem sempre cair em cima, limpar a mente dos problemas que insistem em caminhar lado a lado com o futuro... 

Imagem retirada da Internet

9 comentários:

Mim disse...

problemas que insistem em caminhar lado a lado com o futuro...
Muito bem observado. O presente ainda vamos aguentando, até porque amanhã já é passado.
O que preocupa é falta de perspectivas para o futuro.
Dá mesmo vontade de sentar num canto e esperar que a crise passe...

Poison disse...

Mim- dar vontade dá muita, mas não podemos ser como as avestruzes e enterrar a cabeça na areia! Mas a vontade de mandar tudo pelos ares continua....

eu-sou-eu disse...

Eu já li o teu blog todo... E hei-de comentar mais, mas outro dia :p

Eu estou a precisar de ficar isolada também. Ter um tempo só para mim... Só nos fazia bem :)

Poison disse...

eu-sou-eu - obrigada pela paciência de leres todo o blog! espero que tenhas gostado e que voltes mais vezes :)
Também já espreitei o teu ;)

eu-sou-eu disse...

Voltarei sim, gosto da forma como escreves, é bom de se ler :)

Bird disse...

Às vezes dá nos mesmo vontade de tipo... Fuuuuuuuuuuuuuugggggggiiiiiiiiiiiirrrrrrrrrr para longe e só voltar, tipo... para o ano 2013?
Enfim, como não é possível, FORÇA aí!

Gasper disse...

Opá!! às vezes era mesmo preciso.

Raven disse...

Somos duas! Ando mesmo a desatinar. Olho em volta e vejo sempre as mesmas chatisses... hà noites que só de pensar que os problemas caminham lado a lado com o futuro... só choro

Poison disse...

Bird- quem diz 2013 diz 2014! é ate se esquecerem que eu existo!

Gasper- Era, nem que fosse alguns dias!

Raven- ataques de choro e raiva também me dão, e de desatar à chapada para o pessoal à minha volta atinar uiui!